moca atendimento

Atendimento

(66) 3544-8126

 WhatsAppWhatsapp-fds

(66) 9917-8582 

Segunda à Sexta

7:30 às 17:30

Emergência

(66) 9985-2561

 

  facebook

logoSuporteTI2 

 

  • Seguro Automovel
  • Seguro Imovel
  • Seguro Agricola
  • Seguro Previdencia
  • Seguro Viagem
  • Seguro Bicicleta
jextensions.com

venda casada 01

Venda casada em bancos pode ser proibida

Estão tramitando em conjunto, na Câmara, dois projetos de lei que tipificam a prática da venda casada como crime contra as relações de consumo.

O projeto mais recente, de autoria do deputado Daniel Vilela (), estabelece como crime subordinar a venda de bem ou a utilização de serviço à aquisição de outro bem, ou ao uso de determinado serviço.

A pena prevista no texto é a de detenção de seis meses a dois anos e pagamento de multa. Se for aprovada, essa lei entrará em vigor 90 dias após a data de sua publicação oficial.

O autor da proposta argumenta que a prática da venda casada permanece uma realidade insistente e incômoda na vida dos milhares de consumidores que, diante da ineficiência do aparato de proteção, continuam sendo forçados a adquirir produtos e serviços como condição para a celebração de contratos de seu interesse. “Os casos mais emblemáticos acontecem nos financiamentos e demais operações de crédito, em que os fornecedores se aproveitam da situação de necessidade e de fragilidade dos tomadores para impingir-lhes produtos não desejados como seguros, títulos de capitalização e outros acessórios”, afirma o deputado.

PLACAS.

Outro projeto de lei que trata do mesmo assunto, apresentado pelo deputado Marinado Rosendo (PSB/PE), obriga estabelecimentos bancários e similares, situados em todo o território nacional, a divulgarem mensagem sobre a proibição de venda casada de produtos ou serviços.

Essa informação deverá ser divulgada de forma destacada, por meio de placas de, no mínimo, 50 cm x 50 cm, afixadas em locais de fácil visualização, com os dizeres: “É proibido condicionar a abertura de contas, concessão de crédito ou fornecimento de qualquer outro serviço à aquisição de outro produto ou serviço desta instituição”.

Fonte: CQCS

 

 

 

12540806 528718583976215 7382822726308707381 n

Armando Vergílio, presidente da Fenacor, sobre seguro popular

Todo proprietário de veículo com mais de cinco anos de fabricação sonha com o seguro de auto popular. E foi com muita expectativa que a Fenacor e os motoristas receberam a notícia de que a Superintendência de Seguros Privados (Susep) abriu consulta pública sobre o assunto. A ideia é utilizar peças usadas no conserto de carros segurados nesta nova opção de apólice.
Os seguros de automóveis correspondem a 50% de todo o faturamento do setor. E este novo produto atingiria mais de 50 milhões de automóveis no Brasil que hoje trafegam pelas ruas e estradas desprotegidos, colocando em risco seus proprietários e terceiros. Haveria um efeito em cadeia com queda dos preços: quanto mais gente fazendo seguros, mais baratas tendem a ser suas apólices que podem ter redução de até 30%.
São muitas as vantagens, que vão além do fator econômico. Uma delas é o incentivo à Lei do Desmonte que propõe a regulamentação dos desmanches de peças ilegais, os ferros-velhos, fiscalizando um comércio que segue livre alimentando roubos justamente para quem tem um veículo mais antigo, sem seguro, e que tem necessidade de peças de reposição.
No Brasil, a lei está em vigor desde maio de 2015, mas apenas São Paulo cumpre. Por lá, os índices já despencaram na ordem de 30%. Nos outros locais, os crimes continuam. E nunca é demais citar o exemplo de nossa vizinha Argentina, com decréscimo de 50% nos roubos após a implementação de uma lei similar.
Milhares de acidentes acontecem pelo uso de peças inadequadas em veículos que foram restaurados de forma ilegal. Com a Lei do Desmonte e a autorização do seguro popular, a venda de peças usadas será controlada, incluindo selo de garantia do Inmetro. Além disso, apenas oficinas legalizadas pelos Detrans poderão comercializá-las.
E o meio ambiente agradece o reaproveitamento de peças, que deixam de parar em lixões e terrenos baldios. Além disso, a lei estabelece um destino controlado para os resíduos fluídos. Cada oficina de desmanche terá a exigência de pisos especiais. Hoje, nos desmanches clandestinos, estes materiais são jogados fora de qualquer forma, contaminando rios e solo.
Em tempos de crise e queda de vendas de veículos zero, buscar novas possibilidades é questão de sobrevivência, geração de renda e empregos. São novas apólices, mas também oficinas de desmontagem inscritas na Secretaria de Fazenda. Além da geração de impostos, ao tornarem-se legais os desmontes terão que contratar funcionários com direitos trabalhistas garantidos.
O mercado de seguros e demais interessados no seguro de auto popular esperam ansiosos o resultado da consulta pública da Susep. O Governo e a sociedade só têm a ganhar com esta resolução. Vamos torcer para que esta seja uma boa notícia, já no início de 2016.
Armando Vergílio é presidente da Fenacor (Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados e de Resseguros, de Capitalização, de Previdência Privada, das Empresas Corretoras de Seguros e de Resseguros).
Fonte: CQCS

 

 

 

 

 

 

 

 

driving 343056 1280 800x450

Posição correta é essencial para garantir segurança ao volante.

Corpo deve ficar posicionado de forma que evite a fadiga e facilite o acesso aos comandos do carro durante todo o trajeto...

Antes de dar a partida e sair com o carro, é fundamental verificar a postura. Para garantir a segurança e o conforto durante a condução, deve-se ajustar a distância dos assentos e as alturas do volante e do cinto de segurança. O ideal é que o corpo sempre fique posicionado de forma que evite a fadiga e facilite o acesso aos comandos do carro durante todo o trajeto. Saiba mais sobre o assunto no vídeo a seguir, elaborado pelo Garagem360 em parceria com Felipe Carvalho, o “Caçador de carros”.

 

 

Trânsito mais seguro




 

 

 

 

giphy

A seta é a principal comunicação entre os motoristas, ciclistas e pedestres nas ruas. Não sinalizar suas intenções, além de causar conflitos, é infração grave prevista no Código de Trânsito Brasileiro. Faça o uso correto da seta e colabore para um trânsito mais seguro.

IMAGE Trânsito mais seguro
Sábado, 18 Junho 2016
Trânsito mais seguro         A seta é a principal comunicação entre os motoristas, ciclistas e... Read More...
IMAGE ALERTA
Quarta, 04 Janeiro 2017
Read More...
IMAGE DIA NACIONAL DO TRANSITO
Segunda, 26 Setembro 2016
DIA DO TRANSITO É TODO DIA, DIRIJA SUA ATENÇÃO SEMPRE PARA ELE! 25 DE SETEMBRO DIA NACIONAL DO TRANSITO.    Read More...
IMAGE INSPEÇÃO VEICULAR GRATUIDA
Quinta, 22 Setembro 2016
Clientes & Amigos, vamos aproveitar!!!Para vocês que moram em Sinop-MT a Companhia Porto Seguro oferece a você segurado ou... Read More...
IMAGE Obrigatorio farol baixo
Sábado, 09 Julho 2016
Obrigatorio farol baixo! Read More...
  • itau
  • allianz
  • nobre
  • bradesco
  • sul america1
  • hdi
  • porto-seguro
  • mapfre
  • liberty
  • tokio-marine
  • hsbc
  • itau
  • allianz
  • nobre
  • bradesco
  • sul america1
  • hdi
  • porto-seguro
  • mapfre
  • liberty
  • tokio-marine
  • hsbc
  • itau
  • allianz
  • nobre
  • bradesco
  • sul america1
  • hdi
  • porto-seguro
  • mapfre
  • liberty
  • tokio-marine
  • hsbc
  • itau
  • allianz
  • nobre
  • bradesco
  • sul america1
  • hdi
  • porto-seguro
  • mapfre
  • liberty
  • tokio-marine
  • hsbc
034054